Páginas

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Ao Mestre Elias Farias

Conheci o professor Elias Farias no primeiro dia de aula da graduação em Licenciatura Plena em Educação Artística, na Universidade Federal do Amazonas, em 1995. Depois de 3 vestibulares eu finalmente conseguia ingressar num curso superior. Elias fez a recepção da turma nova e aumentou meu encanto pelo curso. Ser arte-educadora passou a ser a minha maior meta.

E assim se passaram 3 anos e meio. Em meio a conflitos, aparecia o pacificador Elias Farias. "Seu jeito simples de conversar tocava o coração de quem o escutava". Não sei se realmente tocava a todos mas, ele conseguia amenizar todas as situações e me deixava querendo aprender esse segredo, ter esse poder de mediar com arte.

O sorriso acolhedor, as palavras de motivação, sempre estiveram presentes no repertório deste mestre que sigo admirando. Educar com arte e mostrar que é possível ter conteúdo sem ser pesado, ele conseguia. Despertar o desejo de ir buscar, e não pressionar pelos resultados mas, acompanhando o processo... uma de suas bandeiras.

Como diz o próprio Elias "é preciso cantoria todos os dias". É preciso ter pessoas com alma cantante e vibrante, para nos mostrar que vale a pena ser arte-educador. E que nós podemos sim, fazer a diferença.

Obrigada, mestre Elias Farias, por essa grande lição!
Obrigada, por esse brilho no olhar...

Carinhosamente,
Evany
* "Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos". - Shakespeare *

Nenhum comentário:

Postar um comentário