Páginas

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Palavra de Arte Educador - Primeiras Palavras

Arte educadores no I Seminário de Arte Educação da UEA - Universidade do Estado do Amazonas.
Da esquerda para a direita: Evany, Odacy Oliveira, Sidney Silva, Daniele Peinado e Iran Lamego.

Estamos abrindo mais uma seção no blog!

PALAVRA DE ARTE EDUCADOR, será um espaço para que outros colegas arte educadores contem de suas experiências, sua visão crítica sobre a profissão, partilhem ideias e sugestões nesse nosso campo tão rico. Serão bem-vindos textos na área de música, artes visuais, dança, teatro e novas tecnologias. Salientando que não queremos com isso fazer crítica de arte, mas tão somente discutir sobre nossa profissão de arte educador, nossas experiências e nossa visão diante dos desafios da sala de aula, especialmente no contexto amazônico.

Quem está à frente de uma turma de 40 alunos sabe bem que há uma grande diferença entre o que diz a lei sobre o ensino de arte e o que dizem os livros sobre como ensinar arte na escola. Há que ser considerado o que a direção da escola pensa sobre arte e o que os outros colegas pensam sobre o trabalho do professor de arte. Também influencia a estrutura da escola, os recursos materiais disponíveis, a carga horária... Mais que isso é preciso levar em conta o que os alunos esperam dessa disciplina. No meio de todas essas variáveis está o arte educador.

Que nosso espaço possa ser bem aproveitado para refletirmos sobre o nosso fazer artístico, discutirmos sobre os problemas, mas principalmente trocarmos ideias e soluções para melhorar nossa prática pedagógica.

Sejam bem-vindos arte-educadores! A Palavra é de vocês!

Sejam bem-vindos todos os leitores e leitoras! Vamos descobrir um pouco mais sobre a realidade de quem está cuidando da alfabetização artística da nossa sociedade.

Evany Nascimento

Um comentário:

  1. Parabéns ao grupo de arte educadores, pois trabalhar a arte no contexto escolar é muito importante para proporcionar aos aluno um processo de aprendizagem dinâmico e criativo.

    Marta Rodrigues

    ResponderExcluir