Páginas

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Mercado Adolpho Lisboa - o retorno das obras

Neste dia 28 de fevereiro de 2013, dois jornais anunciaram a visita do Prefeito Arthur Neto ao Mercado Público Adolpho Lisboa, marcando o reinicio das obras de restauro. O Prefeito assumiu no discurso de posse, dia 1º de janeiro deste ano, o compromisso de inaugurar o Mercado no dia 24 de outubro, como presente para a cidade de Manaus. Segundo as matérias dos dois jornais, ambas as partes (contratante e contratado) prometem cumprir o prazo. Nos resta acompanhar e cobrar para que as obras sejam realizadas como precisam ser, com qualidade e respeito ao patrimônio histórico e arquitetônico que constitui o Mercado, e respeito ao patrimônio humano, que envolve todos os permissionários que são a referência viva da história do monumento e das relações que se estabelecem lá.

Segue na íntegra as matérias.

**********************************************************************
Jornal Amazonas Em Tempo


Prefeitura reinicia restauro do mercado Adolpho Lisboa

Reforma será tanto no Mercadão como no seu entorno - foto: Ione Moreno
Reforma será tanto no Mercadão como no seu entorno - foto: Ione Moreno
 
Há mais de sete anos fechada para reforma, o Mercado Adolpho Lisboa, no Centro, teve as obras de restauração reiniciadas efetivamente nesta quinta-feira (28), pela prefeitura.

O prefeito Arthur Virgílio esteve no local para realizar uma vistoria na reforma e reafirmou a data de 24 de outubro, aniversário de Manaus, como o dia da reinauguração do Mercadão. Ele também informou que todas as questões com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que antes impediam as obras, foram solucionadas.

A restauração do Adolpho Lisboa custará R$ 14 milhões e será feita pela Construtora Biapó, a mesma que já estava realizando a reforma anteriormente.

Segundo o engenheiro responsável, Paulo Henrique Ahvener, cerca de 200 homens irão trabalhar na reforma e que, dessa vez, não haverá atrasos na obra, já que ela é considerada de fácil execução. Ele ainda informou que toda a estrutura, como os pisos, não serão alterados.

O engenheiro também explicou que as paralisações do passado aconteceram porque a gestão anterior deixou de realizar os pagamentos. E não cumpriu com o contrato.

"Houve um problema de descontinuidade de pagamento na gestão anterior e isso acabou prejudicando o andamento da obra, e em função disso, ela teve que ser paralisada. Mas acreditamos que isso não deve ocorrer novamente porque a um forte compromisso da gestão atual, que está empenhada em resolver todas essas questões, para que não haja nenhum tipo de pretextos para novas paralisações", finalizou Ahvener.
 
*Colaborou Michele Freitas


****************************************************************

Jornal G1AM


28/02/2013 22h52 - Atualizado em 28/02/2013 23h23

Em Manaus, reforma 



do Mercado Adolpho Lisboa 



termina em outubro


Inauguração está prevista para acontecer no dia 24 de outubro.
Restauro do Mercado Municipal é uma obra orçada em R$ 8,8 milhões.

Do G1 AM
Comente agora
Mercado Adolpho Lisboa chega aos 129 anos de existência neste domingo (15) em Manaus (Foto: Reprodução/TV Amazonas)Mercado Adolpho Lisboa chega aos 129 anos de existência neste domingo (15) em Manaus (Foto: Reprodução/TV Amazonas)
Em visita ao Mercado Municipal Adolpho Lisboa, nesta quinta-feira (27), o prefeito de Manaus, Athur Virgílio Neto, afirmou que não haverá nenhum atraso na obra e que o patrimônio histórico será inaugurado no aniversário de Manaus, dia 24 de outubro deste ano.
Artur disse ainda que o mercado deverá ser atração obrigatória para a Copa de 2014. "Esse mercado é um legado do período áureo da borracha no Amazonas e, por isso, deve ser um ponto de visita obrigatória dos turistas a partir de outubro e especialmente durante a Copa do Mundo".
Sobre os permissionários, Artur Neto afirmou que, aqueles que estavam nas bancas antes do início da reforma, em 2006, e que hoje estão em feiras improvisadas ao redor do Mercado Municipal, terão prioridade. "Eles estão, atualmente, trabalhando em condições humilhantes. Mas serão eles que voltarão a dar vida para o monumento", observou.
O titular da Secretaria Municipal Extraordinária para Requalificação do Centro (Semex), Rafael Assayag, informou que o restauro do Mercado Municipal é uma obra orçada em R$ 8,8 milhões. "O pagamento será feito em oito parcelas, até o mês de setembro, quando a obra deverá ser concluída", disse o secretário.
Apesar da previsão de conclusão para setembro, Rafael Assayag disse que o Mercado Municipal será entregue somente em outubro, após os reparos e a instalação das operações de carne, peixe, frutas, verduras e também dos restaurantes que irão funcionar nas duas torres do pavilhão frontal.
Durante o restauro, que está sendo feito pela Construtora Biapó, a Secretaria do Centro dará apoio à Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), na fiscalização dos trabalhos, e à Fundação Municipal de Cultura (ManausCult), responsável pela liberação do recurso do projeto.
O gerente da Biapó em Manaus, engenheiro Paulo Henrique Ahvener, explicou que a empresa foi contratada em 2010, após uma interdição do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan). Os trabalhos voltaram a ser paralisados por falta de pagamento na gestão anterior.
Segundo Paulo Henrique, o acordo com o Município permite que a construtora cumpra com os prazos. "Agora será necessário efetuar apenas alguns ajustes no projeto original, o que não será empecilho para cumprirmos com o que ficou acordado com a Prefeitura", garantiu.
De acordo o gerente, os trabalhos começaram com 60 funcionários, mas até o pico da obra o número chegará a 200 pessoas. "O trabalho de restauro é delicado. Muito artesanal. Por isso, precisamos de mão de obra qualificada para conseguir devolver a originalidade e manter as características originais, preservando a história do monumento", explicou o Paulo Henrique.
**********************************************************************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário