Páginas

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

As telhas do Terminal da Matriz





Foto: Altemar Alcântara - SEMCOM

 
 Tenho verdadeiro fascínio pela ANTROPOLOGIA e me pego de vez em quando nas leituras e análises que reforçam essa paixão. Vem daí parte da minha ligação mais profunda com o Design, através da ANTROPOLOGIA DO CONSUMO. Mas isso é tema para outro post. Agora eu quero falar das telhas do Terminal da Matriz.

No dia 21 de junho de 2012, o Portal Amazônia e o G1 AM publicaram matérias sobre a desativação do Terminal de ônibus da Matriz com fotos da retirada das telhas. Na época eu li, clipei a matéria e continuei desenvolvendo meu texto (para o doutorado) analisando as disputas pelo espaço do Centro Histórico. Ainda que esta primeira foto tenha ficado na minha memória não parei para pensar mais detalhes sobre isso.

Foi um encontro com antropólogos da UFRJ que me fez voltar e pensar nesta foto, nesta cena, neste evento. E me vieram as perguntas:

- De onde vieram estas telhas?
- Na matéria falou-se em telhas ecológicas. Onde foram produzidas?
- Quem foram as pessoas que retiraram?
- Como elas foram retiradas?
- Quanto tempo durou?
- Qual a relação das pessoas que retiravam as telhas? Será que era mais um trabalho técnico? Haveria alguma diferença por serem telhas do Terminal da Matriz?
- E as pessoas que assistiram à retirada? O que será que pensavam?
- Qual a reação dos camelôs ao verem toda uma fileira de paradas serem destelhadas?
- Para onde as telhas foram levadas?
- Como foi feito o transporte?
- Já foram colocadas em outro lugar?
- E qual a reação das pessoas ao passarem de ônibus e olharem para aquela área aberta sem as telhas vermelhas que ocupavam um fileira inteira?

Entra aí a grande magia da ANTROPOLOGIA DOS OBJETOS, que defende os objetos como mediadores da ação humana. Que defende o objeto como portador de sentidos simbólicos. Aquelas telhas não estavam lá unicamente para proteger as pessoas do sol e chuva, embora esta fosse a função utilitária delas. Penso que há outros significados simbólicos. Elas faziam parte do Terminal da Matriz que foi desativado definitivamente no dia 21 de junho de 2012 e voltou a funcionar no dia 1º de agosto de 2012. Apenas a fileira de paradas que ficava no meio do Terminal foi destelhada. E as telhas? Por onde andam?




Foto: Thiago Herculado - TV AM
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário