Páginas

segunda-feira, 11 de abril de 2016

FERNÃO CAPELO GAIVOTA - Richar Bach

Fernão Capelo Gaivota - edição 2015.

Eu li esse livro quando eu tinha 17 anos, indicado pela minha recém-amiga de trabalho que se tornaria depois minha madrinha de crisma, Maria Augusta. Confesso que não lembrava mais da história. Lembrava que o livro tinha me emocionado.

Encontrei-o recentemente enquanto procurava livros de Literatura Infanto-Juvenil. Foi quase um chamado para levá-lo para casa, até porque não tenho mais esse livro há muito tempo. Na verdade, acho que minha madrinha me emprestou para ler e eu devolvi.

Eu lembrava da capa azul. Mas, claro, não era essa a edição. Esta é em capa dura e ainda inclui a 4ª parte que não havia na edição que eu li, além de muitas páginas de fotos de gaivotas. Trata-se de uma edição de luxo, de 2015 e vem escrito na capa, "Best-seller internacional". Sim, é um objeto muito bonito!

Em uma busca rápida na internet dá para conferir que o livro lançado em 1970, ganhou uma versão em filme em 1973 e que teve milhares de cópias vendidas para mais de 70 países. O autor, Richard Bach, foi piloto da Força Aérea Americana e piloto de acrobacias. Isso explica como ele entende tanto e descreve os diversos tipos de vôos das gaivotas que querem aprender a voar.

Li o livro em 1 hora e fui marcando com post it azul (para combinar com a capa) os trechos que mais me tocavam. E enquanto lia, muitos pensamentos e emoções. Ao iniciar a leitura já sentia o tom de "vencer seus limites". Depois foi me levando para uma experiência de transcendência de corpo, da força do pensamento, da condução da vida com amor, da busca pela liberdade. Uma liberdade mais filosófica que experiencial. Ou, talvez minha mente ainda não esteja preparada para experimentar tal liberdade. Me emocionou muito! Os recomeços. Os encontros e reencontros da vida. É uma mensagem que nos leva a buscar sim, um sentido maior para nossa existência. Me senti mais leve depois.

Na contra-capa lê-se:

"Um dia, enquanto pensava sobre a vida, o ex-piloto da Força Aérea americana Richard Bach escutou uma voz misteriosa que começou a contar-lhe a história de uma gaivota que queria voar mais alto e mais rápido. Impressionado com a inexplicável inspiração, Bach escreveu tudo o que ouviu. Ao final, tinha em mãos uma das obras mais populares e importantes das últimas décadas: Fernão Capelo Gaivota, uma aventura emocionante sobre liberdade, que influenciou, motivou e mudou para melhor a vida de milhões de pessoas no mundo todo.

Esta obra-prima, que a cada dia conquista mais admiradores, agora é publicada com a inédita parte 4. Após sofrer um acidente de avião em 2012 e passar quatro meses no hospital, Richard Bach decidiu que era o momento de compartilhar o desfecho de seu trabalho e ensinar a seus leitores como fazer suas vidas valerem mais a pena".


2 comentários:

  1. Adorei a história. Vou colocar na lista do meu desafio literário :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samantha! Que bom que gostou! Vale a pena a leitura, sim. Obrigada pela visita e volte sempre! Inté.

      Excluir